Telelaboratório já é uma realidade?

- 06/10/2022

Telelaboratório já é uma realidade? Essa pergunta foi respondida ontem (05/06/2022), pelos Drs. Alvaro Pulchinelli, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial (SBPC/ML), Carlos Eduardo dos Santos Ferreira, presidente do Conselho de Ex-presidentes da entidade, Daniela Camarinha, Diretora Comercial e de Marketing da FBAH - Federação Brasileira de administradores hospitalares e Sócia da You Care, Eduardo Cordioli, Médico Ginecologista e Obstetra, Mestre em Ciências UNIFESP e Doutorando FICSAE, e Flávio Tocci Moreira, Médico referência do Centro de Telemedicina do Hospital Israelita Albert Einstein, em palestra do 54º Congresso Brasileiro de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial (CBPC/ML).

De acordo com o Dr. Alvaro Pulcinelli, o Telelaboratório ou a Telemedicina é uma atividade que teve uma grande demanda pelos pacientes, especialmente após a pandemia. Muitos descobriram as vantagens de realizar atendimentos, controlar processos à distância e ter acesso à saúde por esse meio. 

“Na verdade, o telelaboratório não é algo novo, visto que o telefone é uma ferramenta de trabalho do patologista clínico. Ele o utiliza para contatar os colegas e pacientes e para esclarecer dúvidas. Durante a pandemia, seu papel se tornou ainda mais evidente e fundamental. Com isso, cresce muito em importância, pois com a regulamentação e popularização desses conceitos amplia o leque de opções e horizontes dessas atividades médicas”, explica. 


Por outro lado, há várias questões que devem ser pensadas e discutidas. A primeira é: como isso funcionará, partindo do ponto de vista ético, ou da segurança da informação? Até que ponto podemos atuar ou não com o Telelaboratório? Como será a interação com outras especialidades, outros médicos, com os pacientes e de um laboratório para outro? 


“São várias vertentes a serem pensadas. É um serviço que deve ser regulamentado e remunerado adequadamente. Estamos acompanhando as regulamentações do Conselho Federal de Medicina (CFM) e, ao mesmo tempo, estamos pensando como será essa remuneração para o Patologista Clínico. Isso será dissolvido no custo do exame? Será que pode ser feito à parte, como uma consulta médica tradicional? Ainda não chegamos a um denominador comum, aguardamos o mercado como um todo se posicionar para termos um balizamento dessas questões”, finaliza.



Outras Notícias

Cerimônia de encerramento do 54º CBPCML é marcada por sorteio de prêmios e celebrações

Na ocasião foram sorteados 20 brindes após as premiações dos Temas Livres, Concurso de Fotografia e Lançamento do Site

“A Vida é um Jogo”, Tande, campeão olímpico de voleibol, comentou sobre sua carreira no 54º CBPCML

O esportista também trouxe temas relacionados à inovação para acompanhar um mercado cada vez mais competitivo

Varíola do Macaco: o que sabemos até agora?

Médicos apresentam protocolo para doença rara e letal, ainda subnotificada no Brasil

Conferência discute a importância do diagnóstico de doenças raras

Experiência brasileira no diagnóstico molecular de SARS-CoV-2 (covid-19): passado, presente e futuro

PCR para HPV é arma poderosa para prevenção de câncer de colo uterino

Como a inteligência artificial pode ajudar no diagnóstico em hematologia e onde estamos e até onde podemos ir?

Paciente transgênero e o teste laboratorial

Inclusão de exames no Rol da ANS amplia chances de diagnóstico precoce e prevenção

Tecnologia dos games abrem um mundo novo para a medicina diagnóstica

“Leucemia Mielóide Aguda/SMD - o que temos de novo?” tema de Mesa redonda do 54º CBPC/ML

Quatro livros são lançados durante o 54º CBPC/ML

Como a inteligência artificial pode ajudar no diagnóstico em hematologia e onde estamos e até onde podemos ir?

Conferência expõe aplicações da genômica para diagnósticos e medidas preventivas em diversas áreas da medicina

A atuação do Ministério da Saúde no fomento à integridade e no combate à fraude e corrupção

Infecções fúngicas: diagnóstico desafiador que exige expertise laboratorial

Novos exames auxiliam no diagnóstico precoce do Alzheimer

Mesa redonda apresenta exames de laboratórios essenciais para definição precisa de terapias e garantia de qualidade de vida aos pacientes de fibrose cística